Idéias para um meio ambiente limpo
 

„Tratamento de gases
 de exaustão do canal“

Extração de gases do canal

Odores
Odores podem ser produzidos por todos os seres vivos, mas também por meio de reações químicas com compostos inorgânicos. Existem tantas reações químicas naturais e técnicas que produzem odores que é virtualmente impossível numerar todas elas. Os odores são produtos intermediários, secundários ou finais, formados por processos de síntese, assim como de decomposição.

A partir de compostos químicos conhecidos, milhares de substâncias individuais podem ser percebidas com um odor. Estas podem ser substâncias orgânicas ou inorgânicas. O próprio homem pode reconhecer mais de 10.000 odores diferentes.

A estrutura química e o grupo funcional são particularmente essenciais para o efeito qualitativo de substâncias odoríferas.

Especialmente nos processos de degradação bioquímica, como em processos de apodrecimento, putrefação e decomposição dos hidrocarbonetos orgânicos (carboidratos, proteínas e gorduras) surgem odores desagradáveis.

A partir destes processos, formam-se ácidos graxos voláteis, tais como ácido fórmico, ácido acético ou butanoico, compostos nitrogenados heterocíclicos, como o amoníaco, o escatol, o indol e compostos orgânicos de enxofre, como sulfeto de hidrogênio, dióxido de enxofre ou mercaptanos.

Mas mesmo com a produção sintética de muitos produtos químicos e processamento de alimentos ocorrem frequentemente odores, que são classificados como importunos.

Tratamento de gases de exaustão do canal
IEm alguns canais de esgoto mercaptanos, sulfetos de hidrogênio, dimetilsulfeto, entre outras substâncias são produzidas por processos de degradação biológica nas águas residuais. Isto pode ser evitado em partes por doses onerosas de compostos de ferro (por exemplo, hidróxido de ferro, cloreto de ferro II) ou nitrato de cálcio. Outro método, com menor custo, para problemas de odor é a extração de ar e o tratamento por filtração biológica ou simplesmente filtração de ar com carvão ativado. No entanto, biofiltros não são simples de operar e adaptam-se lentamente às concentrações de contaminantes e de odores a serem tratadas. Filtração de ar normal por carvão ativado pode, na maioria dos casos, não adsorver as substâncias com odor desagradável.

Por esta razão, a Harbauer procurou um material absorvente, que é capaz de adsorver o cheiro perturbante usando um custo mínimo.

Em alguns experimentos, a Harbauer foi capaz de testar, em condições reais, diferentes tipos especiais de carvão ativado, que foram submetidos a odores de esgoto com cheiro forte. Estes carvões ativados se diferenciam do carvão ativado normal, por serem especialmente tratados e preparados. Trata-se de vários tipos de carvão ativado impregnados e dopados. Com estes tipos de carvão ativado pode-se realizar não apenas uma simples adsorção física (fisissorção), mas também quimissorção. A quimissorção é uma forma especial de adsorção em que, em contraste com a fisissorção o adsorbato é ligado por ligações químicas fortes com o adsorvente (substrato). Através de quimissorção, o adsorbato e / ou o adsorvente é quimicamente modificado. No entanto, na fisissorção, a molécula de adsorbato está ligada ao substrato por forças físicas (força de van der Waals) e suas propriedades químicas não são alteradas.

Projeto de Extração
A Harbauer construiu para uma empresa de Berlim duas versões de plantas de extração, de modo que os odores poluentes do ar de exaustão sejam extraídos do canal diretamente através de uma tampa de bueiro especial. Uma versão consiste em um container de 8 pés (2,44 m x 2,20 m) com um filtro de 0,5 m³ e pode extrair e tratar até 600 m³ / h de ar. A versão maior é um container de 10 pés (3 m x 2,44 m) com um filtro de 1,5 m³ e pode extrair até 2000 m³ / h de ar. Para operar a planta também perto de áreas residenciais, os containers são completamente isolados à prova de som e operados com silenciadores de tubos.

A Tecnologia

  • Quimissorção e
  • Adsorção física em carvão ativado dopado de forma especial

Poluentes

  • Sulfeto de Hidrogênio
  • Dimetilsulfeto
  • Amoníaco
  • Mercaptanos (Tiol)